terça-feira, 31 de março de 2015

Insomnia Capitulo IX

Ao caminharmos pelos corredores deparamo-nos com uma
das coisas mais bizarras que alguma vez já vi.
Se nos mantivermos em silêncio e prestarmos atenção
conseguimos ouvir perfeitamente aqueles sinistros gemidos.
Vêm de dentro das grossas paredes, conseguem-se ver os seus braços
e as suas faces esticando-se para fora, estão claramente desesperados
para sair.
Estas criaturas foram denominadas de Almas Perdidas, são na maioria
fantasmas encurralados nos corredores da mansão, representam o passado,
o que foi deixado para trás, tudo o que se perdeu e não volta mais.
Foram deixados ao esquecimento mas nunca perdoados.
Aquelas dolorosas lições de vida, aquelas pessoas em quem
confiaste, a quem deste tudo sem nunca pedir algo em troca. As mesmas
que te traíram, que te deixaram completamente só, estão encurralados
servindo agora de lembrança para que não repitas o erro. Os erros espalhados
pelas paredes, os retratos da dor, os ecos da infindável mágoa.


Tentem não prestar muita atenção às suas incessantes lamurias enquanto prosseguimos para o alojamento de Vinita. 

Continua...

Sem comentários:

Enviar um comentário